ALEMANHA: Um Natal de “esperança” apesar da “sombra da guerra”, é o desejo da presidente da Fundação AIS

Numa breve mensagem enviada para os benfeitores da Fundação AIS espalhados pelo mundo, Regina Lynch, presidente executiva internacional da instituição, lembra o “dom da oração” num Natal que está a ser celebrado “sob a sombra da guerra”. Também Catarina Bettencourt pede para não nos esquecermos dos cristãos que sofrem, marcados pela perseguição, exclusão e pobreza.

Na primeira mensagem de Natal desde que é presidente executiva internacional da Fundação AIS, Regina Lynch fala na esperança e alegria que estão sempre associadas à festa do nascimento de Jesus, mas lembra que vivemos um tempo conturbado pela guerra e pelo sofrimento e que é importante “rezar uns pelos outros”.

A mensagem, gravada na sede da fundação pontifícia, em Königstein, na Alemanha, fala de “um mundo conturbado”, onde “muitas pessoas estão a sofrer e sentem-se sozinhas”, e onde existe o espectro da guerra. “Estamos a celebrar este Natal sob a sombra da guerra”, diz Regina Lynch que desde 14 de Junho lidera o trabalho desenvolvido em todo o mundo pela fundação pontifícia.

A responsável lembra ainda que, em muitos países, a festa do Natal “não é feriado público”, mas tudo isso não anula o principal, o sentido de alegria e de esperança que a celebração do Nascimento de Jesus traz sempre consigo. Tal como “o dom da oração”.

E Regina Lynch termina a sua mensagem apelando precisamente à oração de todos por todos. “Por isso, gostaria de celebrar o Natal deste ano convosco, encorajando-vos a todos, incluindo eu própria, a rezar uns pelos outros, para que isso possa ser realmente uma fonte de esperança e de alegria para todos”, disse.

Gostaria de celebrar o Natal deste ano convosco, encorajando-vos a todos, incluindo eu própria, a rezar uns pelos outros, para que isso possa ser realmente uma fonte de esperança e de alegria para todos”

NÃO ESQUECER OS QUE SOFREM

Também Catarina Martins de Bettencourt, directora do secretariado português da Fundação AIS, apela à oração dos benfeitores e amigos da instituição por todos os que sofrem no mundo neste tempo marcado por guerras e pela ameaça crescente do terrorismo. Um apelo em que lembra particularmente o sofrimento das comunidades cristãs.

Não podemos esquecer, neste Natal de 2023, que o mundo está em guerra. É assim na Ucrânia, é assim, agora, na Terra Santa, é assim, desde há meses, no Sudão, é assim em tantos e tantos países flagelados também pelo horror do terrorismo, especialmente em África. Não podemos esquecer, neste Natal, que em todos estes países há pessoas em sofrimento, famílias que choram os seus ente-queridos, famílias que, por causa da violência, ficaram numa situação de absoluta miséria. Não os podemos esquecer.”

E Catarina Bettencourt lembra que a missão da Fundação AIS é precisamente a de “enxugar as lágrimas de Deus na terra, apoiar a Igreja que sofre, ajudar os cristãos perseguidos”. E isso, acrescenta a responsável, ganha um sentido ainda mais importante nesta época de Natal.

“A nossa solidariedade para com os que sofrem pode salvar vidas. É importante nunca esquecermos isso”, finaliza Catarina Bettencourt. Sinal da solidariedade da Fundação AIS para com todas as comunidades mais atingidas pela violência, pela pobreza e perseguição, a campanha de Natal deste ano tem como objectivo auxiliar os cristãos da Síria, Líbano e Terra Santa.

Paulo Aido | Departamento de Informação da Fundação AIS | info@fundacao-ais.pt

Relatório da Liberdade Religiosa

Embora a liberdade religiosa seja geralmente protegida e tenha sido nomeado um novo Comissário para a Liberdade Religiosa, a contínua hostilidade contra as comunidades religiosas por parte de extremistas de ambos os lados do espectro político, bem como as crescentes tendências secularistas, requerem observação. O estatuto da liberdade religiosa permanece inalterado.

ALEMANHA

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.

918 125 574

Multibanco

IBAN PT50 0269 0109 0020 0029 1608 8

Papa Francisco

“Convido-vos a todos, juntamente com a Fundação AIS, a fazer, por todo o mundo, uma obra de misericórdia.” 
PAPA FRANCISCO

© 2022 Fundação AIS | Todos os direitos reservados.