PORTUGAL: Cardeal Marto vai presidir em Fátima à oração do Terço pela paz com as crianças, uma iniciativa da Fundação AIS

À semelhança de anos anteriores, o Bispo emérito de Leiria-Fátima vai presidir na Capelinha das Aparições, em Fátima, já no próximo dia 18 de Outubro, à oração do Terço pela paz com as crianças, iniciativa internacional da Fundação AIS que tem o seu centro espiritual em Portugal.

É a quarta vez que D. António Marto se associa ao secretariado português da Fundação AIS presidindo, na Capelinha das Aparições, em Fátima, à jornada de oração “1 milhão de crianças rezam o Terço pela paz”.

Trata-se de uma iniciativa global da Ajuda à Igreja que Sofre, congregando todos os 23 secretariados internacionais da fundação pontifícia, mas que tem o seu centro espiritual em Portugal, pois foi em Fátima que Nossa Senhora apareceu a três crianças, a quem pediu precisamente que rezassem o Terço pela paz e pela conversão dos pecadores.

O Altar do Mundo vai ser assim, e uma vez mais, um dos lugares mais simbólicos, um ponto central mesmo nesta jornada de oração que ocorre num tempo de profunda incerteza, com uma guerra em pleno coração da Europa e inúmeros conflitos e violência um pouco por todo o planeta.

Conheça os detalhes desta iniciativa e saiba como participar

O aplauso do Papa Francisco

O próprio Papa Francisco, que tanto tem alertado o mundo para o risco de uma terceira Guerra Mundial – que segundo ele está já a acontecer, embora “em pedaços” – tem-se associado à Fundação AIS na promoção desta jornada de oração.

Ainda no ano passado, o Santo Padre referiu-se expressamente à Fundação Ajuda à Igreja que Sofre por querer juntar 1 milhão de crianças “numa mesma prece pelo fim de todas as guerras, mas com o pensamento voltado em primeiro lugar para o conflito na Ucrânia, em plena Europa”.

Obrigado a todos os meninos e meninas que vão participar! Unamo-nos a eles e confiemos à intercessão de Nossa Senhora o povo mártir da Ucrânia e os outros povos que sofrem com a guerra e todas as formas de violência e miséria”

Também no ano anterior, 2021, Francisco envolveu-se pessoalmente na mobilização do mundo católico para esta iniciativa da Fundação AIS, lembrando a importância de todos se unirem aos mais novos numa mesma súplica pela paz. Na ocasião, o Papa disse “encorajar” a Fundação AIS para a mobilização dos crentes nas “paróquias, escolas e famílias”.

O mundo mudará…

Inspirada nas palavras do Santo Padre Pio, de que “o mundo mudará” quando “um milhão de crianças rezar o Rosário”, esta iniciativa nasceu em 2005, na Venezuela, num “pequeno círculo de crianças que com o terço nas mãos rezou pela paz”.

Desde então, todos os anos tem vindo a registar-se um número cada vez maior de crianças, jovens e adultos e a oração do Terço com as crianças é, actualmente, uma das actividades mais significativas e mais conhecidas do trabalho e da missão da AIS em todo o mundo.

Para apoio a todos os que pretendem organizar localmente um momento de oração com as crianças, e à semelhança do que tem ocorrido em anos anteriores, no site da Fundação AIS está disponível o acesso a materiais de apoio para paróquias, escolas, grupos de crianças e famílias. Estes materiais contêm instruções sobre como rezar o Terço, pequenas meditações para crianças sobre os mistérios do Terço, um acto de consagração a Nossa Senhora para crianças e uma oração a São José.

Todos estão convocados para esta jornada de fé. O objectivo é simples: ter um milhão de crianças a rezar o Terço, porque isso pode mudar o mundo… No ano passado foram contabilizadas 871.523 crianças em 80 países em todos os continentes. Está nas nossas mãos fazer aumentar ainda mais este número no próximo dia 18 de Outubro…

Paulo Aido | Departamento de Informação da Fundação AIS | info@fundacao-ais.pt

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.

Relatório da Liberdade Religiosa

No período em análise não se registaram casos significativos de discriminação por motivos religiosos nem abusos da liberdade religiosa que pudessem ser imputáveis ao Estado ou a outras entidades governamentais. Além disso, certos fenómenos nas sociedades ocidentais chegaram a Portugal, nomeadamente a progressiva marginalização da religião na vida pública e a legalização de certas práticas, como a eutanásia, que são contrárias aos princípios de várias religiões.

PORTUGAL

918 125 574

Multibanco

IBAN PT50 0269 0109 0020 0029 1608 8

Papa Francisco

“Convido-vos a todos, juntamente com a Fundação AIS, a fazer, por todo o mundo, uma obra de misericórdia.” 
PAPA FRANCISCO

© 2022 Fundação AIS | Todos os direitos reservados.