ORAR

Terço das Sete Dores

ORIGEM

O Terço das Sete Dores remonta ao séc. XIV, quando Nossa Senhora das Dores apareceu a Santa Brígida da Suécia e lhe revelou esta devoção.

Este Rosário tornou-se novamente popular depois das aparições marianas em Kibeho, no Ruanda, na década de 1980. Durante as aparições, Nossa Senhora atribuiu à jovem Marie-Claire Mukangango a missão de reintroduzir este terço especial no mundo. Marie-Claire foi morta durante o genocídio de mais de um milhão de pessoas no Ruanda.

Rezamos este Terço para aprender a sofrer com amor, como fez Maria, Mãe de Jesus. O Terço das Sete Dores leva-nos a compreender o nosso sofrimento, os nossos pecados e as nossas dores. Isto ajuda-nos a viver melhor uma vida de alegria no Senhor para podermos servir os outros. Ao rezarmos com Maria nas suas sete dores, começamos a sentir empatia pelo seu sofrimento, pelo sofrimento do seu Filho, nosso Salvador, do nosso próximo e do nosso.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Ámen.

Meu Deus, eu Vos ofereço este Terço para Vossa glória, para honrar a Vossa Santa Mãe, a Virgem Santíssima, para partilhar e meditar o seu sofrimento. Humildemente Vos peço que me concedais o verdadeiro arrependimento de todos os meus pecados. Dai-me sabedoria e humildade, para que possa receber todas as indulgências contidas nesta oração.

Ó meu Deus, estou muito arrependido de Vos ter ofendido e detesto todos os meus pecados, porque temo a perda do Céu e as dores do Inferno, mas sobretudo porque ofendem a Vós, meu Deus, que sois todo bom e merecedor de todo o meu amor. Resolvo firmemente, com a ajuda da Vossa graça, confessar os meus pecados, fazer penitência e emendar a minha vida. Ámen.

Rezar 3 Avé Marias

Mãe Misericordiosa, lembrai-nos sempre as Dores do vosso Filho Jesus.

A PRIMEIRA ESPADA DE DOR: A Profecia de Simeão
Lucas 2:34-35

Simeão abençoou-os e disse a Maria, sua mãe: “Este menino está aqui para queda e ressurgimento de muitos em Israel e para ser sinal de contradição; uma espada de dor trespassará a tua alma. Assim hão-de revelar-se os pensamentos de muitos corações”.

Oração

Amada Mãe Maria, cujo Coração sofreu muito por nossa causa, ensinai-nos a sofrer convosco e com amor, e a aceitar todos os sofrimentos que Deus julgar necessário enviar-nos. Soframos, e que o nosso sofrimento seja conhecido apenas por Deus, como o vosso e o de Jesus. Não nos deixeis mostrar o nosso sofrimento ao mundo, para que ele tenha mais importância e sirva para expiar os pecados do mundo. Tu, Mãe, que sofreste com o Salvador do mundo, oferecemos-te o nosso sofrimento e o sofrimento do mundo, porque somos teus filhos. Juntai essas dores às vossas e às do Senhor Jesus Cristo e oferecei-as a Deus Pai. Tu és uma Mãe maior do que tudo.

Rezar 1 Pai-Nosso e 7 Avé-Marias

Mãe Misericordiosa, lembrai-nos sempre as Dores do vosso Filho Jesus.

A SEGUNDA ESPADA DE DOR: A fuga para o Egipto
Mateus 2:13-14

Depois de partirem, o anjo do Senhor apareceu em sonhos a José e disse: “Levanta-te, toma o menino e sua mãe, foge para o Egipto e fica lá até que eu te avise, pois Herodes procurará o menino para o matar”. José levantou-se durante a noite, tomou o menino e sua mãe e partiu para o Egipto.

Oração

Mãe querida, que tanto sofrestes, dai-nos o vosso coração corajoso. Por favor, rezai para que tenhamos força para sermos corajosos como vós e aceitarmos com amor o sofrimento que Deus nos envia. Ajudai-nos a aceitar também todo o sofrimento que infligimos a nós próprios e o sofrimento que nos é infligido pelos outros. Mãe do Céu, vós, em união com Jesus, purificais o nosso sofrimento para que possamos dar glória a Deus e salvar as nossas almas.

Rezar 1 Pai-Nosso e 7 Avé-Marias

Mãe Misericordiosa, lembrai-nos sempre as Dores do vosso Filho Jesus.

A TERCEIRA ESPADA DE DOR: A perda de Jesus no Templo
Lucas 2:43-45

Terminados os dias da festa, regressaram a casa e o menino ficou em Jerusalém, sem que os seus pais soubessem. Pensando que ele se encontrava na caravana, fizeram um dia de viagem e começaram a procurá-lo entre os parentes e conhecidos. Não o tendo encontrado, voltaram a Jerusalém, à sua procura.

Oração

Mãe amada, ensinai-nos a aceitar todos os nossos sofrimentos por causa dos nossos pecados e a expiar os pecados do mundo inteiro.

Rezar 1 Pai-Nosso e 7 Avé-Marias

Mãe Misericordiosa, lembrai-nos sempre as Dores do vosso Filho Jesus.

A QUARTA ESPADA DE DOR: Maria encontra Jesus a caminho do Calvário
Lucas 23:27-29

Seguiam Jesus uma grande multidão de povo e umas mulheres que batiam no peito e se lamentavam por Ele. Jesus voltou-se para elas e disse: “Filhas de Jerusalém, não choreis por mim, chorai antes por vós mesmas e pelos vossos filhos; pois virão dias em que se dirá: Felizes as estéreis, os ventres que não geraram e os peitos que não amamentaram!”

Oração

Mãe querida, tão atingida pela dor, ajudai-nos a suportar o nosso próprio sofrimento com coragem e amor, para que possamos aliviar o vosso Coração Doloroso e o de Jesus. Ao fazê-lo, damos glória a Deus que vos deu a vós e a Jesus à humanidade. Ensinai-nos a sofrer em silêncio e com paciência, como vós sofrestes. Concedei-nos a graça de amar a Deus em tudo. Ó Mãe das Dores, a mais aflita de todas as mães, tende piedade dos pecadores do mundo inteiro.

Rezar 1 Pai-Nosso e 7 Avé-Marias

Mãe Misericordiosa, lembrai-nos sempre as Dores do vosso Filho Jesus.

A QUINTA ESPADA DE DOR: Maria aos pés da Cruz
João 19:25-27

Junto à cruz de Jesus estavam, de pé, sua mãe e a irmã de sua mãe, Maria, a mulher de Clopas, e Maria Madalena. Então, Jesus, ao ver ali ao pé a sua mãe e o discípulo que Ele amava, disse à mãe: “Mulher, eis o teu filho”. Depois, disse ao discípulo: “Eis a tua mãe”. E, desde essa hora, o discípulo acolheu-a como sua mãe.

Oração

Mãe querida, Rainha dos Mártires, dai-nos a coragem que tivestes em todos os vossos sofrimentos, para que possamos unir os nossos sofrimentos aos vossos e dar glória a Deus. Ajudai-nos a seguir todos os Seus mandamentos e os da Igreja, para que o sacrifício de Nosso Senhor não seja em vão e todos os pecadores do mundo sejam salvos.

Rezar 1 Pai-Nosso e 7 Avé-Marias

Mãe Misericordiosa, lembrai-nos sempre as Dores do vosso Filho Jesus.

A SEXTA ESPADA DE DOR: Jesus é retirado da Cruz
João 19:32-34

Os soldados foram e quebraram as pernas ao primeiro e também ao outro que tinha sido crucificado juntamente. Mas, ao chegarem a Jesus, vendo que já estava morto, não lhe quebraram as pernas. Porém, um dos soldados trespassou-lhe o peito com uma lança e logo brotou sangue e água.

Oração

Agradecemos-vos, Mãe amada, pela vossa coragem quando vos colocastes sob o vosso Filho moribundo para O confortar na Cruz. Quando Nosso Salvador deu o último suspiro, tornastes-vos uma Mãe maravilhosa para todos nós; tornastes-vos a Mãe Santíssima do mundo. Sabemos que nos amas mais do que os nossos próprios pais terrenos. Nós vos suplicamos que sejais a nossa defensora junto do Trono da Misericórdia e da Graça, para que possamos tornar-nos verdadeiramente vossos filhos. Agradecemos por teres dado Jesus, nosso Salvador e Redentor, e agradecemos a Jesus por nos ter dado a ti. Por favor, intercedei por nós, Mãe.

Rezar 1 Pai-Nosso e 7 Avé-Marias

Mãe Misericordiosa, lembrai-nos sempre as Dores do vosso Filho Jesus.

A SÉTIMA ESPADA DE DOR: O enterro de Jesus
João 19:41-42

No sítio em que Ele tinha sido crucificado havia um horto e, no horto, um túmulo novo, onde ainda ninguém tinha sido sepultado. Como para os judeus era o dia da Preparação da Páscoa e o túmulo estava perto, foi ali que puseram Jesus.

Oração

Mãe Amantíssima, cuja beleza ultrapassa a de todas as mães, Mãe de Misericórdia, Mãe de Jesus e Mãe de todos nós, somos vossos filhos e depositamos em vós toda a nossa confiança. Ensinai-nos a ver Deus em todas as coisas e em todas as situações, mesmo nos nossos sofrimentos. Ajudai-nos a compreender a importância do sofrimento e também a conhecer o objectivo do nosso sofrimento, tal como Deus o quis.

Fostes concebida e nascestes sem pecado, fostes preservada do pecado, mas sofrestes mais do que qualquer outra criatura. Aceitastes o sofrimento e a dor com amor e com uma coragem inigualáveis. Estivestes ao lado do vosso Filho desde que Ele foi preso até à Sua morte. Sofrestes com Ele, sentistes todas as Suas dores e tormentos. Realizastes a vontade de Deus Pai e, segundo a Sua vontade, tornastes-vos nossa Mãe.

Pedimos-vos, querida Mãe, que nos ensineis a fazer como Jesus fez. Ensinai-nos a aceitar a nossa cruz com coragem. Confiamos em vós, Mãe Misericordiosa, por isso ensinais-nos a sacrificarmo-nos por todos os pecadores do mundo. Ajudai-nos a seguir as pegadas do vosso Filho, e até a estar dispostos a dar a vida pelos outros.

Rezar 1 Pai-Nosso e 7 Avé-Marias

Mãe Misericordiosa, lembrai-nos sempre as Dores do vosso Filho Jesus.

ORAÇÃO FINAL

Rainha dos Mártires, o vosso coração sofreu muito. Peço-vos, pelos méritos das lágrimas que derramastes nestes tempos terríveis e dolorosos, que me alcanceis, a mim e a todos os pecadores do mundo, a graça da sinceridade e do arrependimento completo. Ámen.

Maria, que foi concebida sem pecado e que sofreu por nós, rogai por nós. (Rezar 3x)

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Ámen.

fatima sidebar crop

Acenda uma vela

A CAPELA VIRTUAL da Fundação AIS, dedicada a Nossa Senhora de Fátima, é um lugar de oração.

Um lugar para apresentar as suas intenções a Deus através de Nossa Senhora, nossa Mãe.

Convidamos todos a rezar e a acender uma vela pelos Cristãos perseguidos, ou por uma intenção pessoal.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.

918 125 574

Multibanco

IBAN PT50 0269 0109 0020 0029 1608 8

Papa Francisco

“Convido-vos a todos, juntamente com a Fundação AIS, a fazer, por todo o mundo, uma obra de misericórdia.” 
PAPA FRANCISCO

© 2022 Fundação AIS | Todos os direitos reservados.