ORAR

Novena a Santa Teresinha do Menino Jesus

Santa Teresinha

Novena das 24 Rosas

No dia 1 de Outubro celebramos a festa da “maior santa de todos os tempos modernos”, nas palavras do Papa S. Pio X. 

Na sua curta existência, Santa Teresinha compreendeu o amor de Deus por nós e escolheu o caminho da infância para modelo espiritual. À primeira vista, parece ter sido santa desde a infância, mas a sua história revela um caminho de amadurecimento à custa de muitos sofrimentos. Tudo isso a levou a oferecer-se em holocausto à Misericórdia Divina, dia após dia da sua vida, com muita simplicidade e pequenez. Amava e confiava em Deus total e absolutamente.

Aos 10 anos, teve uma experiência de Nossa Senhora que marcou a sua vida:

“No dia 13 de maio de 1883, festa de Pentecostes, do meu leito, virei meu olhar para a imagem de Maria, e, de repente, a imagem pareceu-me bonita, tão bonita que nunca tinha visto nada semelhante. Seu rosto exalava uma bondade e ternura inefáveis, mas o que calou fundo em minha alma foi o sorriso encantador da Santíssima Virgem. Todas as minhas penas se foram naquele momento, e lágrimas escorreram de meus olhos, de pura alegria. Pensei, a Santíssima Virgem sorriu para mim, foi por causa das orações que eu tive a graça do sorriso da Rainha do Céu”

Nas nossas necessidades, dirijamo-nos a ela com confiança.

Origem da Novena

No dia 3 de Dezembro de 1925, o Pe. António Putingan, SJ, começou uma novena em honra de S. Teresinha. Com esta intenção começou a rezar, durante a novena, 24 Glória ao Pai, em acção de graças à Santíssima Trindade, pelos favores e graças concedidos a S. Teresa durante os 24 anos da sua existência terrena. Pediu o padre que lhe desse um sinal de que a novena era ouvida, e este sinal seria receber uma rosa fresca e desabrochada. No terceiro dia da novena uma amiga procurou-o e oferece-lhe uma rosa vermelha. No dia 24 do mesmo mês o padre começou uma segunda novena e pediu uma rosa branca. Ao quarto dia da novena, uma religiosa-enfermeira do hospital, trouxe uma linda rosa branca dizendo: “Aqui está uma rosa que Santa Teresinha envia a Vossa Reverência”. Surpreendido, pergunta o padre: “Donde vem esta rosa?” “Fui à capela onde se acha adornada uma bela imagem de Santa Teresinha,” diz a religiosa, “e, ao aproximar-me do altar da Santinha, caiu aos meus pés esta rosa. Quis colocá-la de novo na jarra, mas lembrei-me de a trazer a Vossa Reverencia.”

Alcançadas as graças pedidas resolveu propagar a Novena. Assim, do dia 9 ao 17 de cada mês, todas as pessoas que desejem fazer a novena dos 24 Glória ao Pai unem as suas intenções às das pessoas que, na mesma época, fazem a dita novena, e estabelece-se, desta maneira, uma bela comunhão de orações.

No entanto, a novena pode ser rezada em qualquer altura do ano.

Modo de rezar

Durante nove dias reza-se a coroa das 24 Glórias à Santíssima Trindade, em acção de graças pelos dons concedidos a S. Teresinha durante os 24 anos da sua vida e pela glória que lhe concedeu no Céu, depois da morte.

No fim, com simplicidade, fervor e confiança, expomos o que desejamos acrescentando a seguinte oração:

Oração

Ó Santa Teresinha do Menino Jesus, que na vossa curta existência, fostes um espelho de angélica pureza, de forte amor e generoso abandono a Deus, agora que gozais o prémio das vossas virtudes, volvei o vosso olhar para mim que em vós confio.

Fazei vossa a minha aflição; dizei por mim uma palavra àquela Virgem Imaculada, de quem fostes a flor predilecta, a Rainha do Céu que vos sorriu na manhã da vida; dizei-lhe que como Senhora do Coração de Jesus, me obtenha com a sua poderosa intercessão a graça que presentemente tanto desejo:

(Expõe-se o pedido mentalmente)

e que acompanhe com uma bênção, que me fortifique na vida, me defenda na morte, e me conduza à feliz eternidade. Assim seja.

Glória ao Pai… (24 vezes)

V. Santa Teresinha do Menino Jesus,

R. Rogai por nós!

(No fim das 24 glórias)

Ave Maria… Pai Nosso… Glória ao Pai…

fatima sidebar crop

Acenda uma vela

A CAPELA VIRTUAL da Fundação AIS, dedicada a Nossa Senhora de Fátima, é um lugar de oração.

Um lugar para apresentar as suas intenções a Deus através de Nossa Senhora, nossa Mãe.

Convidamos todos a rezar e a acender uma vela pelos Cristãos perseguidos, ou por uma intenção pessoal.

918 125 574

Multibanco

IBAN PT50 0269 0109 0020 0029 1608 8

Papa Francisco

“Convido-vos a todos, juntamente com a Fundação AIS, a fazer, por todo o mundo, uma obra de misericórdia.” 
PAPA FRANCISCO

© 2022 Fundação AIS | Todos os direitos reservados.