Fundação de Ajuda à Igreja que Sofre - Fundação AIS
Rua Professor Orlando Ribeiro, 5D 1600-076 Lisboa, Portugal
(+351) 217544000 apoio@fundacao-ais.pt Fundação AIS 1995
Lisboa
https://fundacao-ais.pt/uploads/seo/big_1585926010_1526_logo-jpg
15 10
505152304

Relatórios

SEMINARISTAS

Apoiar Campanha
26 junho 2009

 

 

Todos os anos, um grande número de jovens responde ao chamamento de Deus – muitas vezes em situações de extrema pobreza, perseguição política ou intolerância religiosa. 

 

A formação de seminaristas é a principal prioridade da Fundação AIS. No ano passado 14.739 seminaristas receberam o nosso apoio.

 

Apoio à formação de seminaristas por continentes em 2008


Europa de Leste …………   7.932

África …………………………   1.030

Ásia ………………………………   749

América Latina ………….   5.028 

 

A IGREJA COMO PRIMEIRO LOCAL DE SOLIDARIEDADE   

 

“Dia 15 de Agosto de 2007, às 18h41, a terra tremeu no Peru. De repente, ficámos sem electricidade, sem água e sem telhado.” O padre Santiago lembra-se daquele momento como se tivesse acabado de acontecer. Nunca tinha vivido nada semelhante ao longo de todos os anos em que trabalhou como pároco na diocese de Ica, no Peru.

 

Então viu-se bem o que um padre representa para as pessoas nesta região pobre. “Levaram-nos aos seus mortos. Houve tantos que morreram nos meus braços – com a bênção que os seus parentes nos suplicavam.”

 

Bispo D. Hector e o seu fiel pároco Santiago  

 

“Éramos a esperança para eles”, acrescenta o Bispo da diocese, D. Hector Colona; “pediram-nos para voltar a construir a igreja”. “Porquê a igreja e não as vossas casas?” perguntei. A sua resposta “Porque precisamos de um sítio para rezar”. A oração havia de lhes trazer casas. “Era mais importante para eles o que era da comunidade; viam a igreja como o primeiro local de solidariedade”.

 

O Sul do país estava abalado. Como em Jericó, os muros em redor do seminário da diocese caíram. O próprio seminário ficou danificado, mas permaneceu de pé. Encheu-se de vítimas do terramoto e também de momentos de oração. A oração ficou. E os seminaristas vão aumentando. Em nenhum outro país da América Latina há tão poucos sacerdotes como no Peru e na Bolívia. Em Ica, a situação vai melhorando.

 

D. Marco Antonio Lara afirma: Hoje também já não se trata de encher os seminários, mas os corações dos jovens com Cristo. Tenho 29 seminários, pois cada seminarista é para mim como todo um seminário”. Segundo este bispo, o acompanhamento pessoal e a orientação espiritual são os fundamentos da formação. Dão frutos!

 

ORAÇÃO, EXEMPLO, FAMÍLIA

 

Antigamente, nalguns seminários do Peru, eram ordenados cerca de 60% dos seminaristas do primeiro ano do curso; hoje são 90%. “Precisamos de padres bons, sólidos”, diz o Bispo D. Hector, pois a sociedade mudou: “Como após um terramoto, abundam os destroços espirituais”. Para isso, pede-nos ajuda para a formação de jovens, aquisição de livros e construção de seminários com segurança anti-sísmica.

 

Os dois bispos conhecem-se desde a juventude. Eram acólitos e tinham um modelo: o padre da sua paróquia. Morreu de cancro. Ofereceu os últimos dois anos de sofrimento pelas vocações. Nunca os tinha pressionado. Mas tinha rezado sempre. Hoje é claro para eles: o 1º passo é a oração. O 2º passo está relacionado com os próprios bispos: devem ser exemplo e zelar e cuidar zelosamente dos seus padres. E o 3º passo são as famílias. “Sem famílias cristãs sólidas, não há vocações”.

 

Por essa razão, pediu ajuda à Fundação AIS e nós prometemos ajudar com 30.000 €, a fim de que o seminário possa cobrir as despesas com a alimentação, o alojamento e os salários dos funcionários.

  

Caso pretenda receber gratuitamente este relatório, basta fazê-lo por e-mail ou telefonar para 

21 754 4000.

Comentários

Deixar um comentário
Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.
Os cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar a nossa página, concorda com a nossa política de cookies.
Saiba Mais