Fundação de Ajuda à Igreja que Sofre - Fundação AIS
Rua Professor Orlando Ribeiro, 5D 1600-076 Lisboa, Portugal
(+351) 217544000 apoio@fundacao-ais.pt Fundação AIS 1995
Lisboa
https://fundacao-ais.pt/uploads/seo/big_1585926010_1526_logo-jpg
15 10
505152304

Projectos

ETIÓPIA: Apoio ao trabalho pastoral das Irmãs Missionárias Combonianas

Apoiar Projecto
25 novembro 2020
ETIÓPIA: Apoio ao trabalho pastoral das Irmãs Missionárias Combonianas
Apoio ao trabalho pastoral das Irmãs Missionárias Combonianas


A região de Benishangul-Gumuz situa-se no noroeste da Etiópia, na fronteira com o Sudão. Esta é uma região pobre e subdesenvolvida, o lar dos grupos étnicos Gumuz e Agaw. Aqui, a maioria das pessoas ainda segue as religiões tradicionais pagãs africanas e as suas vidas são ofuscadas por todo o tipo de superstições. Por exemplo, o povo Gumuz acredita que o sangue de uma mulher em trabalho de parto trará uma maldição sobre eles. E assim todas as mulheres grávidas – incluindo muitas raparigas ainda completamente inexperientes – devem deixar a sua aldeia e ir para um local isolado para trazer o seu filho ao mundo sozinhas e sem ajuda. Consequentemente, muitas acabam por morrer.

Há apenas 18 anos os primeiros membros da tribo Gumuz receberam o baptismo. Mas desde então o interesse pela fé católica tem sido contínuo e crescente, e ano após ano há cada vez mais baptismos, incluindo mesmo em algumas das aldeias mais remotas. Em particular, as crianças e os jovens estão a mostrar interesse pela fé católica. Os adultos – e em particular os homens – são mais difíceis de alcançar, sobretudo porque a poligamia é amplamente praticada entre eles e, consequentemente, um homem que aceita o baptismo já não pode viver com várias esposas. Muitas mulheres também abraçam a fé católica. Para eles, o Evangelho é uma fonte de libertação. No entanto, em geral, o povo está apenas no início do seu caminho de fé cristã e ainda precisa de acompanhamento e apoio pastoral intensivo.

Esta é uma região onde as Irmãs Missionárias Combonianas estão a trabalhar. Entre outros, estão a preparar os catecúmenos para o baptismo e vários casais noivos para o casamento católico. A sua capela é um ponto de encontro para uma série de diferentes encontros que visam fortalecer e aprofundar a fé do povo. Mas para isso as irmãs precisam urgentemente de mais materiais para a catequese e para a formação dos catequistas. Ao mesmo tempo, têm de pagar os trabalhos de manutenção do carro que usam para viajar para as aldeias, e também para o trabalho de completar uma capela numa destas aldeias, para que os fiéis tenham um lugar para se reunirem e rezarem quando chegar a estação das monções.



A AIS propõe-se ajudar as irmãs no seu trabalho pastoral com uma contribuição de 6.500 €.


Apoie este projecto

O seu donativo irá apoiar este ou outro projecto semelhante.

Comentários

Deixar um comentário
Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Consignação Fiscal

Junte-se a esta causa

Doe 0,5% do seu IRS à Fundação AIS

Histórias de Sucesso



O vosso amor ...

Migalhas dadas com muito amor

"Agradecimento ao Senhor pelo amor que nos tem, pela fé e pela comunhão que existe entre os homens que sentem e vivem o sofrimento dos outros. As notícias que a Fundação AIS nos dá todos os meses, fazem-nos estremecer. O filme que nos é apresentado inquieta-nos, ajuda-nos a descobrir Jesus Cristo no outro, e como ele sofre, não tem pão, está doente, marginalizado, comercializado, transacionado como se fosse um objeto. O grupo dos amigos da AIS de Ribeira dos Frades envia mais um cheque que vai junto com as nossas orações, são migalhas dadas com muito amor. Pedimos ao Senhor da Messe que vos ilumine, que envie o seu Espírito sobre a AIS, seus dirigentes e benfeitores, e a todos os homens de boa vontade."

Um grupo de benfeitores de Portugal
Os cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar a nossa página, concorda com a nossa política de cookies.
Saiba Mais