Fundação de Ajuda à Igreja que Sofre - Fundação AIS
Rua Professor Orlando Ribeiro, 5D 1600-076 Lisboa, Portugal
(+351) 217544000 apoio@fundacao-ais.pt Fundação AIS 1995
Lisboa
https://fundacao-ais.pt/uploads/seo/big_1585926010_1526_logo-jpg
15 10
505152304

Histórias de Sucesso

CAMARÕES: Educação para a paz de jovens de todas as paróquias da Diocese de Mambfe

Apoiar Projecto
11 julho 2022
CAMARÕES: Educação para a paz de jovens de todas as paróquias da Diocese de Mambfe
Durante muitos anos, o país dos Camarões na África Central Ocidental, com a sua população de quase 26 milhões de habitantes, tem sido considerado relativamente estável em comparação com os seus vizinhos em crise. No entanto, em 2016 houve marchas de protesto porque muitas pessoas na parte inglesa do país se sentiam oprimidas pela parte maior e francófona, e começaram a exigir a independência. Posteriormente, estes protestos intensificaram-se num conflito armado que se mantém até hoje entre os separatistas nas províncias anglófonas e o Governo central francófono. Como resultado, centenas de milhares de pessoas ficaram sem casa, enquanto milhares perderam a vida no conflito.

As crianças e os jovens, em particular, tornaram-se vítimas da violência sempre presente, e muitos estão profundamente traumatizados. Além disso, estes jovens têm poucas perspectivas de um futuro melhor ou de um modo de vida significativo. A maioria das escolas da região estão fechadas há vários anos e as crianças são deixadas à sua própria sorte. Muitos adolescentes juntaram-se aos grupos rebeldes armados e tem havido um aumento da toxicodependência e da promiscuidade. E, a longo prazo, a falta de uma educação escolar só resultará em mais pessoas mergulhadas na pobreza.

A Diocese de Mambfe, na região anglófona, introduziu agora um programa de um ano de educação para a paz como parte da sua pastoral da juventude, com o apoio de 20.000 € dos nossos generosos benfeitores. O objectivo do programa era patrocinar uma cultura de não-violência e paz. Porque a violência se espalhou a todos os níveis da sociedade e até às próprias famílias. "Nunca devemos esquecer que num ambiente marcado pela violência e pelo conflito, qualquer forma de evangelização eficaz é impossível", diz o Pe. Roland Arrey, pároco e líder da equipa de apoio à juventude. "As diferenças de opinião podem muito bem ser inevitáveis, mas a violência não é. Se queremos evitar uma espiral de violência incessante, temos de nos esforçar para promover a paz e a tolerância, e não incitar ao ódio e à desconfiança", acrescenta.

Há um ano que jovens das 27 paróquias da diocese se reúnem uma vez por mês para um programa de formação de fim-de-semana, que inclui também o culto comunitário e os tempos de oração partilhados. Estes cursos são ainda complementados por emissões de rádio que podem chegar até às aldeias mais distantes.


"O nosso programa centra-se em Cristo, o Príncipe da Paz, que anseia trazer a paz ao nosso mundo perturbado e violento", explica o Pe. Arrey. "Estamos muito entusiasmados com este projecto e muito motivados por ele, pois vai beneficiar especialmente os jovens, mas ao mesmo tempo também todas as nossas comunidades paroquiais. Estamos muito gratos à AIS e a todos os nossos benfeitores!"


Comentários

Deixar um comentário
Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Consignação Fiscal

Os cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar a nossa página, concorda com a nossa política de cookies.
Saiba Mais