Fundação de Ajuda à Igreja que Sofre - Fundação AIS
Rua Professor Orlando Ribeiro, 5D 1600-076 Lisboa, Portugal
(+351) 217544000 apoio@fundacao-ais.pt Fundação AIS 1995
Lisboa
https://fundacao-ais.pt/uploads/seo/big_1585926010_1526_logo-jpg
15 10
505152304

Notícias

NICARÁGUA: Terceiro sacerdote detido nas últimas semanas pela polícia nacional

17 agosto 2022
NICARÁGUA: Terceiro sacerdote detido nas últimas semanas pela polícia nacional
O Padre Óscar Benavídez é o terceiro sacerdote detido nas últimas semanas pela polícia nacional, numa onda de acções do Governo sandinista que visam restringir a liberdade da Igreja Católica.

Através de um comunicado na sua página no Facebook, a Diocese de Siuna confirmou a prisão do Padre Óscar Danilo Benavídez Tinoco, pároco da Igreja do Espírito Santo no município de Mulukukú, na Região Autónoma do Caribe Norte da Nicarágua. Segundo a versão das organizações de defesa dos direitos humanos, o presbítero teria sido retirado do seu veículo e preso pelas tropas de choque após celebrar a Missa dominical. A diocese também afirmou que os motivos dessa acção são desconhecidos, que se soma à prisão de outros dois padres em 2022.

Segundo a imprensa local, inicialmente não se conhecia o paradeiro do Padre Benavídez, que posteriormente foi localizado na Direcção de Assistência Judicial, mais conhecida como El Chipote, localizada na capital, Manágua, a mais de 300 km do lugar da sua detenção.

Depois de pedir às autoridades para que fossem mantidos informados sobre a situação do sacerdote, o comunicado da diocese convidou os fiéis a unirem-se em oração "pelo nosso irmão Padre Óscar Benavídez, cuja única missão é e tem sido anunciar a Boa Nova de Jesus Cristo, que é palavra de vida e salvação para todos.

Bispo de Matagalpa ainda impedido de deixar a Cúria Episcopal

O Bispo da Diocese de Matagalpa, D. Rolando Álvarez, está detido há 13 dias na Cúria Episcopal, juntamente com cinco sacerdotes, três seminaristas e dois leigos. Acusado de promover a criação de "grupos violentos" contra o regime sandinista do presidente nicaraguense, Daniel Ortega, o prelado mantém uma atitude de serenidade diante do cerco. Numa Missa celebrada on-line no domingo, convocou os fiéis para uma cruzada de oração e adoração ao Santíssimo Sacramento, expressando assim a sua opção cristã de resistir à violência com as armas da paz.

A detenção de sacerdotes e o bloqueio do bispo constituem algumas das acções do Governo sandinista para intimidar a Igreja Católica, às quais se acrescenta o encerramento de oito emissoras de rádio e a expulsão da Nicarágua das Missionárias da Caridade de Santa Teresa de Calcutá.

Cardeal Maradiaga: não é o fogo que Jesus veio trazer

Com palavras duras, o Cardeal e Arcebispo de Tegucigalpa, Oscar Rodríguez Maradiaga, condenou a perseguição que a Igreja Católica sofre há semanas na Nicarágua. Segundo relatos dos média nas Honduras, o Cardeal afirmou durante a Missa dominical de 14 de Agosto que “esta guerra silenciosa que estão a travar para perseguir Jesus na Sua Igreja na nação irmã da Nicarágua, não é o fogo que Jesus veio trazer”.

A voz de um dos colaboradores mais próximos do Papa Francisco, membro do Conselho de Cardeais que o assessora, foi sentida após a série de restrições que tanto os membros da hierarquia eclesiástica nicaraguense como as comunidades de base sofreram.

Na sexta-feira passada, o Governo nicaraguense proibiu a realização da tradicional procissão da Virgem de Fátima na Arquidiocese de Manágua, que acabou por se realizar dentro da catedral.



Publicado por Vatican News

Comentários

Deixar um comentário
Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Observatório do país

Os cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar a nossa página, concorda com a nossa política de cookies.
Saiba Mais