Fundação de Ajuda à Igreja que Sofre - Fundação AIS
Rua Professor Orlando Ribeiro, 5D 1600-076 Lisboa, Portugal
(+351) 217544000 apoio@fundacao-ais.pt Fundação AIS 1995
Lisboa
https://fundacao-ais.pt/uploads/seo/big_1585926010_1526_logo-jpg
15 10
505152304

Notícias

ÍNDIA: Sacerdote católico entre os detidos pela polícia em Madhya Pradesh, ao abrigo da lei anti conversão

14 janeiro 2022
ÍNDIA: Sacerdote católico entre os detidos pela polícia em Madhya Pradesh, ao abrigo da lei anti conversão
A polícia de Jhabua, no estado de Madhya Pradesh, prendeu o Padre Jam Singh Dindore sob a acusação de que estaria a promover a conversão de populações locais ao cristianismo.

Segundo as autoridades, o padre católico, juntamente com mais algumas pessoas, estaria a oferecer tratamento médico gratuito em hospitais da Igreja assim como ensino escolar aos habitantes locais, na sua maioria pertencentes às chamadas comunidades tribais.

A polícia deteve o sacerdote a 26 de Dezembro, no seguimento de uma queixa apresentada por um popular. A lei anti conversão está em vigor no estado de Madhya Pradesh desde Fevereiro de 2021 e foram registados 62 casos até ao dia 15 de Dezembro, dos quais, pelo menos oito visaram elementos da comunidade cristã.

Não é só em Madhya Pradeh que se registam incidentes contra cristãos. Um relatório publicado esta semana e divulgado pela agência de notícias católica Gaudium Press, dá conta de que o ano de 2021 “não foi fácil” para os cristãos na Índia, havendo 486 incidentes reportados.

Segundo o ‘Fórum Cristão Unido’, a entidade responsável pelo documento, “a maioria dos incidentes violentos está relacionada com a presença de grupos religiosos extremistas”, e decorrem num clima de “impunidade” que acaba por promover a perseguição contra a comunidade.

No relatório refere-se que, muitas vezes “os extremistas agridem as pessoas antes de entregá-las à polícia, acusando-as de promoverem conversões forçadas”.

O aumento do número de ataques contra os cristãos levou inclusivamente o arcebispo emérito de Bhopal, D. Leo Cornelio, a escrever uma carta ao primeiro-ministro, Narendra Modi, pedindo-lhe para tomar medidas eficazes de forma a conter esta onda de violência.

Na carta, datada de 26 de Outubro, o arcebispo afirma que “certos grupos e indivíduos estão a intensificar uma campanha de ódio contra grupos minoritários e especialmente contra os cristãos”, levando à violência. “O aumento do fundamentalismo religioso e do ódio”, diz o prelado, são “uma ameaça ao crescimento da nação”.

Esta onda de violência tem vindo a ganhar uma expressão cada vez mais preocupante desde 2014, quando o partido nacionalista hindu Bharatiya Janata chegou a poder.

Mesmo no final do ano de 2021, a Fundação AIS revelava que o governo da União Indiana tinha proibido as Missionárias da Caridade de receberem fundos estrangeiros, medida que coloca em risco o apoio directo a mais de vinte mil pessoas.



PA | Departamento de Informação da Fundação AIS | info@fundacao-ais.pt

Comentários

Deixar um comentário
Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Perseguidos e Esquecidos?

India


Observatório do país

Os cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar a nossa página, concorda com a nossa política de cookies.
Saiba Mais