Fundação de Ajuda à Igreja que Sofre - Fundação AIS
Rua Professor Orlando Ribeiro, 5D 1600-076 Lisboa, Portugal
(+351) 217544000 apoio@fundacao-ais.pt Fundação AIS 1995
Lisboa
https://fundacao-ais.pt/uploads/seo/big_1585926010_1526_logo-jpg
15 10
505152304

Notícias

EGIPTO: Governo legaliza mais de seis dezenas de locais de culto nos últimos dias do ano passado

11 janeiro 2021
EGIPTO: Governo legaliza mais de seis dezenas de locais de culto nos últimos dias do ano passado
Foram 62 os edifícios pertencentes à igreja legalizados pelo governo egípcio nos últimos dias do ano. Esta legalização significa que, para as autoridades, todos estes locais de culto foram verificados e aprovados por uma comissão criada para esse efeito e que tem como objectivo controlar as construções que foram surgindo ao longo das últimas décadas sem os respectivos enquadramentos administrativos.

Este processo de legalização foi ratificado pelo parlamento egípcio em 2016 e desde então já foram legalizados cerca de 1800 locais destinados ao culto das comunidades cristãs. Além da regularização face à lei, este processo tem grande relevância pois a legalização dos edifícios da Igreja tem sido um dos pretextos para os ataques por parte de grupos radicais contra os cristãos.

Esta é uma questão muito sensível também porque são muito raras as autorizações para a edificação de novas igrejas. No ano passado, em Julho, e de forma muito excepcional, o governo autorizou a construção de um novo templo na chamada cidade ‘6 de Outubro’, um centro urbano de rápido crescimento situado a sul da capital, Cairo, cedendo um terreno com cerca de 300 metros quadrados onde também será edificada uma escola.

O bispo da diocese de Guizeh, D. Antonios Aziz Mina, explicou então à Fundação AIS que esta nova igreja vai ser especialmente importante dada a vitalidade da pequena comunidade católica na região. “O nosso povo é muito forte na sua fé e sempre desejou uma igreja”, disse o prelado. A diocese foi criada em 2003. Faz parte da Igreja Católica Copta, composta por 250 mil pessoas, num país de maioria muçulmana, onde Igreja cristã maioritária - a Igreja Ortodoxa Copta - tem entre 8 e 10 milhões de fiéis.

PA | Departamento de Informação da Fundação AIS | info@fundacao-ais.pt

Comentários

Deixar um comentário
Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Observatório do país

Os cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar a nossa página, concorda com a nossa política de cookies.
Saiba Mais