Fundação de Ajuda à Igreja que Sofre - Fundação AIS
Rua Professor Orlando Ribeiro, 5D 1600-076 Lisboa, Portugal
(+351) 217544000 apoio@fundacao-ais.pt Fundação AIS 1995
Lisboa
https://fundacao-ais.pt/uploads/seo/big_1585926010_1526_logo-jpg
15 10
505152304

NOVENA Sagrado Coração de Jesus

A Fundação AIS convida todos os portugueses a unirem-se à devoção ao Sagrado Coração de Jesus.

Preencha o formulário abaixo e receberá diariamente no seu e-mail, a oração de cada dia da Novena. No final, enviaremos um link para o seu e-mail, através do qual poderá descarregar gratuitamente a brochura Novena ao Sagrado Coração de Jesus (em formato PDF), com todas as orações diárias. Unidos em oração!

Novena ao Sagrado Coração de Jesus



COMO COMEÇOU ESTA DEVOÇÃO


Estava Santa Margarida Maria Alacoque a rezar diante do Santíssimo Sacramento, a 16 de Junho de 1675, quando Nosso Senhor lhe aparece e, apontando para o Seu próprio Coração, diz:

“Eis aqui o Coração que tanto amou os homens, que não poupou nada até esgotar-se e consumir-se, para testemunhar-lhes o seu amor; e, por reconhecimento, não recebe da maior parte deles senão ingratidões, por suas irreverências, sacrilégios e pelas indiferenças e desprezos que têm por Mim no Sacramento do amor. Mas o que Me é ainda mais penoso é que corações que Me são consagrados agem assim. Por isso, Eu te peço que a primeira sexta-feira depois da oitava do Santíssimo Sacramento seja dedicada a uma festa especial para honrar o Meu Coração, comungando-se neste dia e fazendo-Lhe um acto de reparação, em satisfação das ofensas recebidas durante o tempo que estive exposto nos altares. Eu te prometo também que o Meu Coração se dilatará para distribuir com abundância as influências de seu divino amor sobre aqueles que Lhe prestem culto e que procurem que Lhe seja prestado.”

Das imagens do Coração de Jesus, a mais expressiva é a que O representa com o Coração nas mãos, oferecendo-o e como que convidando o observador a oferecer-Lhe também o seu, numa misteriosa proposta de “troca dos corações”. O coração que a mão esquerda sustenta e oferece está ferido, atingido pela lança do soldado na Sexta-Feira Santa, do qual saiu sangue e água, sinais da Igreja e dos Sacramentos, que têm a sua origem no Coração do Redentor. A ferida visível permite contemplar a ferida invisível do amor, agora plenamente revelado.

O sentido da reparação ao Coração de Jesus é a gratuidade da adoração e da presença, para estar simplesmente com Ele, dar-Lhe a alegria de se deixar ver por Ele. Por isso, deve permanecer algum tempo em silêncio, contemplando uma imagem do Coração de Jesus, deixando-se envolver pelo Seu olhar.


Primeiras Sextas-Feiras

Esta devoção consiste em receber a Sagrada Comunhão em nove meses consecutivos nas primeiras Sextas-Feiras de cada mês em honra e reparação ao Sagrado Coração de Jesus.

Esta prática nasceu de aparições privadas de Cristo a Santa Margarida Maria Alacoque, por meio das quais se pode ganhar a graça do arrependimento e a graça de receber os Sacramentos à hora da morte.


Devoção dos Primeiros Sábados

A prática dos Cinco Primeiros Sábados é um acto de reparação ao Coração Imaculado de Maria. Esta devoção nasceu a pedido do Menino Jesus e de Nossa Senhora de Fátima à Irmã Lúcia, e tem como finalidade reparar o Imaculado Coração de Maria e oferecer, como promessa a quem a praticar, alcançar o Céu.

No primeiro sábado de cada mês devemos rezar o Terço Mariano e fazer 15 minutos de companhia a Nossa Senhora, meditando os 15 mistérios do Rosário.

Para completar esses actos reparadores, são necessárias a confissão e a comunhão. Na impossibilidade de confessar-se no primeiro sábado, a confissão poderá ser feita oito dias antes ou oito dias depois do primeiro sábado.

Todas essas práticas devem ser realizadas com a intenção de reparar o Imaculado Coração de Maria.


ACTO DE REPARAÇÃO E CONSAGRAÇÃO


Eis o Coração que tanto amou os homens!
Da maior parte deles, recebe só frieza, indiferença, ingratidão!
Senhor Jesus Cristo,
nós cremos no Vosso amor;
queremos estar atentos às suas manifestações
e disponíveis para os seus contínuos convites.
Acolhei e aperfeiçoai
a nossa resposta de adoração,
de reconhecimento e de amor,
unindo-nos sempre mais intimamente
à Vossa oblação e à Vossa obra de reparação.
Fazei, Senhor,
que nós e todos os Vossos fiéis,
animados pela viva fé,
radicados e fundados na caridade,
saibamos compreender e testemunhar
a plenitude do amor
a fim de instaurar
o Vosso reino de justiça, de verdade e de amor
nas almas e na sociedade.

Ámen





UCRÂNIA: "Obrigado benfeitores da AIS!"

Os cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar a nossa página, concorda com a nossa política de cookies.
Saiba Mais